QUEM SOU EU

Dizem que tem coisa que vem de berço…pois é…acho que vem mesmo.

Meu pai me contou uma vez que quando eu ainda era pequeno, ele colocava um radinho no cantinho do berço para eu dormir. Diz que era tirar o rádio do berço e pronto…começava a choradeira.

Desde pequeno, sempre gostei de rádio, inclusive esse radinho de berço  me acompanhou durante muito tempo. Era um rádio portátil da Motoradio. Nem FM tinha, mas era meu companheiro inseparável.

Rádio Motorádio 3 faixas

 

 

 

 

 

 

 

 

Anos depois, meu pai me deu um Rádio Philips que ele ouvia jogo…esse já tinha FM.

Rádio Philips 381

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu passava o tempo que podia com esse rádio na mão procurando emissoras de rádio FM para ouvir. Chegava do colégio, tirava o uniforme e lá estava eu com o companheiro na mão. Me lembro, que para não perder a rádio que eu tinha encontrado eu anotava as frequências em uma folha de papel almaço. Com o passar do tempo, eu já tinha todas na cabeça. Eu não perdia tempo…acabava a música que estava tocando, eu já ia procurar outra FM pra ouvir mais e mais músicas. Chegou uma época que além das frequências eu já sabia a programação de ponta a ponta de toda região.

O tempo foi passando, passando…até que um dia em uma festinha de sala de aula, aquela festinha em que os meninos levavam o refrigerante e as meninas o salgadinho, alguém levou um rádio, e ao sugerir uma frequência de uma rádio que eu achava legal, um colega de sala olhou e disse ‘’Ai DJ, ei DJ’’.

DJ…o ano era 1989, eu não sabia muito bem o que era DJ, mas naquele momento eu já sabia que era aquilo que eu queria ser.Aquilo ficou na minha cabeça e eu comecei a comentar com os amigos que queria ser DJ.

Nessa época, eu comprava fitas cassete, mas eu nem tinha um rádio com deck para poder ouvir.

Fita Cassete dance music 90s

Comprava e guardava, pois eu tinha o pensamento que rádio tinha todo dia na loja, mas a fita não…então eu não podia perder. O tempo passou até que um dia ganhei o meu primeiro rádio com deck. Um detalhe curioso, é que a minha primeira fita cassete não foi uma fita de dance music, mas sim uma fita de rock…pra ser mais direto, uma fita dos Ramones.

No ano de 1993, tive as primeiras oportunidades de conhecer pessoas que trabalhavam com a noite. Comecei a frequentar as festas e sempre que dava, eu pedia para ficar olhando pra ver como que era. Fui fazendo algumas amizades e algumas delas se tornaram parcerias, o que fez com que no ano seguinte, 1994, eu ingressasse no ramo que eu tanto almejava.

Fui aprendendo devagarzinho. Cada nome, cada função e assim fui me aprofundando cada vez mais no assunto. Nesse espaço de tempo adquiri um novo rádio, esse já com 2 decks…passei a gravar os programas de rádio que tinham participações de DJs. Gravava, marcava a data e arquivava. Ouvia todos de ponta a ponta várias vezes. Tenho todos guardados até hoje. Eu comprava caixas fechadas de fitas virgens para poder gravar tudo que tinha no final de semana.

FITA CASSETE SONY EF.X 60

 

 

 

 

 

 

 

 

Passei a comprar CDs..da mesma forma das fitas cassete…sem ter onde ouvir.

Cassic House

 

 

 

 

 

 

 

 

Dava uma passadinha nas músicas na casa de discos e levava pra casa. Só ouvia mesmo quando tocava em alguma festa ou na casa de algum amigo que já tinha um aparelho de CD. Eu comprava CDs de dance music e também de outros estilos o que me ajudou muito a refinar o meu gosto musical.

Um tempo depois, descobri um curso de DJ em uma cidade vizinha. Fui até o local e me inscrevi. Nesse dia, já recebi a minha apostila, onde tinha uma parte muito importante do aprendizado…a teoria. Mas um tempo depois, fui notificado de que o curso não tinha fechado turma e por isso seria cancelado. Pediram a apostila de volta, mas antes de devolver, fiz uma cópia e deixei em casa. Ao chegar na escola de DJ, me avisaram que o dinheiro pago pela inscrição não seria devolvido, mas que eu poderia pegar o valor em material. Foi onde eu comprei meus primeiros discos.

LP Toco Dance Hits

Discos os quais não aumentaram a sua quantidade, pois como o valor por unidade era caro e o cachê ganho na noite era baixo, não dava para manter determinado formato. Sendo assim, continuei com o CD. Só que o mais importante eu tinha…a apostila e a vontade de aprender…os discos eram o de menos. Passei a ler em casa, sempre ouvindo música e procurando entender o que tava sendo explicado. Quando tinha alguma festa, tentava colocar em prática o que tinha lido e foi dando certo. Tanto deu certo que em meio as parcerias, eu acabei ensinando a teoria para alguns que só conheciam a prática. Até porque só se falava em virada. Ninguém sabia essa história de barra e compasso, pedal e caixa.

O tempo foi passando e algumas parcerias foram se desfazendo e chegou um momento que eu vi que era hora de seguir sozinho. Meses depois, apareceu a primeira oportunidade. Um amigo DJ que estava deixando a casa noturna onde tocava para entrar na casa nova que estava para abrir na cidade, me indicou, e foi aí que eu assumi a residência no lugar dele. Nesse momento eu deixava de ser o co-piloto da cabine de som para assumir o comando total de uma casa noturna pela primeira vez.

O trabalho não durou muito devido a nova casa que tinha acabado de abrir na cidade. E onde tem novidade já viu…só da ela. Mas parecia que a história de ser residente era só o começo. 3 meses depois, eu assumia a residência dessa nova casa, onde permaneci por mais de 3 anos.

Balada casa noturna

Nesse espaço de tempo, recebi vários convites para tocar em outras casas da região, onde tive oportunidade de conhecer outras pessoas envolvidas com a noite, entre promoters e radialistas. Tive a oportunidade de tocar ao lado de DJs de renome e isso foi me fornecendo cada vez mais experiências lucrativas para o meu aprendizado, pois nessa profissão, toda festa, todo evento é um novo aprendizado. Sempre tem algo de novo.

E falando em novidade, tinha mais coisa pra chegar. Um dia recebi um convite para tocar em uma festa de 15 anos. Foi aí que eu ingressei em um novo universo, que eu desconhecia totalmente, mas que seria a minha nova jornada. Diferente da balada de casa noturna, uma festa de 15 anos, um casamento ou uma formatura, exigem um acervo musical bem maior do que o habitual. Eu não tive dificuldades, pois como já relatei aqui, eu comprava CDs de vários estilos, então eu tinha tudo que precisava para dar certo. E deu muito certo. A partir dessa festa, recebi o convite para uma festa de casamento, outro para uma formatura e assim foi indo.

Tempos depois, devido as dificuldades nas negociações à respeito do cachê que eu ganhava, deixei a residência da casa noturna onde eu tocava e passei a focar somente nos eventos particulares. Os convites foram aumentando, eu fui ampliando o meu acervo musical e a partir daí não parei mais.

Hoje, eu sou especialista em eventos particulares…casamentos, festas de 15 anos, formaturas entre outros eventos. Também recebo convites para discotecar em lojas em dias de lançamento de coleção.

Lançamento de coleção

 

 

 

 

 

 

 

 

Festa de 15 anos

 

 

 

 

 

 

 

Festa de casamento

 

 

 

 

 

 

 

 

Festa de formatura

 

 

 

 

 

 

 

 

O fato de ter migrado para os eventos particulares não me afastou das casas noturnas…pelo contrário…me deu a condição de atuar nos dois campos da atividade, o que é muito difícil para quem atua somente em um dos dois lados.

23 anos se passaram, desde quando eu comecei como DJ e eu sei que o caminho ainda é longo e eu tenho muita coisa para aprender e também para mostrar para quem quer conhecer o meu trabalho, pois o mundo da música, é um universo que não acaba nunca.

DJ SONO

 

 

 

 

 

 

 

 

Muito prazer, eu sou o DJ SONO.

Sejam bem vindos ao meu site.

House Music

6 Comentários

  •  
    Dorca Fernandes

    14 de abril de 2014 ás 21:07

    Responder

    ACHEI MUITO LINDO A APRESENTAÇÃO DA SUA PESSOA PARABÉNS PELO O SEU TALENTO ! QUE DEUS ESTEJA SEMPRE GUIANDO TEUS PASSOS E TI DANDO SABEDORIA E PROSPERIDADE CADA DIA MAIS . QUE DEUS TI ABENÇOE , SIGA SEMPRE EM FRENTE ; QUE O MUNDO INTEIRO É TEU !!!

  •  
    Monica

    16 de abril de 2014 ás 10:51

    Responder

    Adorei o site assim. Gosto demais do seu trabalho….parabéns e muito sucesso!!!!!!!!!!!

  •  
    Marcos Tavares

    6 de maio de 2014 ás 23:05

    Responder

    Cidade: Maringá - Paraná

    Parabéns Dj Sono. Seu site ficou show, igual ao seu profissionalismo. Te desejo sucesso e muitas ¨good vibes¨ em sua vida. Quem sabe um dia não tocamos juntos novamente. Forte abraço. Dj Marquinhos (Kalahari).

  •  
    Prof. Gerson

    2 de junho de 2015 ás 22:56

    Responder

    Cidade: Paranavaí - Paraná

    Estimado DJ Sono. Estou encantado com tua narrativa para chegar até o dia de hoje. Relatos marcantes, que nos prende do começo ao fim da leitura, pela beleza da escrita e a veracidade dos fatos. Quero aqui te parabenizar, e ao mesmo tempo de agradecer pela alegria que você nos dá. Um forte abraço e fique com Deus. Prof. gerso. – Rádio Cultura.

  •  
    Dj Robson Bombarda

    9 de outubro de 2015 ás 13:15

    Responder

    Cidade: Maringá - Paraná

    Esse é o cara, devo muito a ele pois, tudo que sei hj sobre musica e quando eu tbm fazia parte da família de djs, foi esse cara que me ensinou.
    Parabéns dr.
    Nunca deixe essa chama se apagar.
    A minha se apagou, mas a vontade de reacender é grande.

    Grande abraço.

  •  
    Robson Girondi de Sales

    9 de março de 2017 ás 17:04

    Responder

    Cidade: Paranavaí - Paraná

    Grande Dj Sono!…
    Boas recordações…muito bom saber que continua tocando e fazendo o que gosta, me lembro com detalhes de nos encontrar muitas tardes pra ouvirmos musica, velhas fitas K7 e CDs, me lembro que combinávamos alguma musica pra eu tentar tocar no outro dia na Radio…rsrsrsr
    Espero que alcance todos os seus sonhos e que viva intensamente suas realizações.
    Grande abraço!

Deixe um comentário

Seu e-mail é never publicado não compartilhado. Campos obrigatórios são marcados *

*

*

*

01.RADAR-ELETRONICO 02.VOCE-SABIA 03.RADIO-VITROLA 04.RAIO-X-DJ
04.RAIO-X-DJ